A segurança é um dos fatores primordiais em um sistema de automação residencial. Por isso, deve ser avaliado e realizado por profissionais especializados. Mais do que isso: para o proprietário, o investimento em equipamentos de vigilância e monitoramento é o que vem em primeiro lugar, antes mesmo do conforto. Por isso, câmeras, sensores e alarmes estão cada vez mais integrados à rede doméstica. Mas foram os avanços da tecnologia de vídeo analógico para a digital que tornaram esses produtos mais eficientes e fáceis de usar.

No caso das câmeras, hoje as preferidas são as que funcionam em rede para monitoramento remoto por protocolo de internet (IP). Isso permite ao proprietário monitorar a casa em tempo real, seja quando sai de férias ou para o trabalho, pelo computador ou smartphone, e até receber mensagens se alguém entrar sem ser convidado. Há mais de 15 anos no mercado, as câmeras IP evoluíram com processadores e codificadores de vídeo mais eficientes. Assim como um computador, essas câmeras possuem chip de processamento e memória, além (claro) da lente e do sensor de imagem. O chip faz processamento de imagens, compressão e gerencia recursos ligados ao monitoramento remoto através da rede. A memória traz o firmware que comanda a câmera e o armazenamento temporário de dados, enquanto são captados e transmitidos.

Diferente de uma webcam, a câmera de rede tem seu próprio endereço de IP e função de servidor FTP (Protocolo de Transferência de Arquivos). A conexão é simples: é só conectar a um roteador mais próximo; não necessita de computador e software para operar. Por ser plug-and-play, uma câmera IP pode ser configurada pelo próprio usuário, através do navegador de um computador. Após serem captadas, as imagens são transmitidas, via protocolos de rede – como TCP/IP, HDCP, HTTP, FTP etc – nos formatos JPEG ou Motion JPEG, inclusive por e-mail. Para visualizar o vídeo em alta definição, algumas vêm equipadas com decoders MPEG-4 ou H.264, o que dispensa a necessidade de ampla banda. É possível definir mais quadros por segundo quando numa resolução mais baixa, ou menos numa definição mais alta, embora o ideal seja de 10 a 15qps. Além disso ar imagens podem ser gravadas em servidores.

Com tanta modernidade e complexidade não é aconselhável arriscar um “faça você mesmo”, afinal é a segurança da sua família que está em pauta. Para instalação de câmeras e integração com um sistema automatizado procure quem realmente conhece sobre o assunto e pode te oferecer o melhor. A StartSollution oferece o melhor equipamento e tecnologia. Você será atendido por profissionais com experiência e preparados para executar seu projeto no prazo que você precisa e com um valor que cabe no seu orçamento. Entre em contato conosco e solicite a visita de um de nossos representantes:

Rua Santo Antônio, 21 - Cambuí, Campinas - SP, 13024-440
Email: contato@startsollution.com.br
Telefones: (19) 2121-8034 | (19) 98767-8558